domingo, 11 de janeiro de 2009

Carioca gosta é de praia!!

Carioca gosta é de praia. Pode não ser uma verdade absoluta, mas é certo afirmar que a maioria dos cariocas fica deprê quando a Cidade Maravilhosa acorda com o morro do Corcovado encoberto por nuvens cinzentas. Hoje, fomos contemplados por um domingão de sol como à muito não víamos! Talvez o primeiro grande fim de semana de praias lotadíssimas de 2009!

A alegria com a qual o carioca acorda, vislumbra o sol pela janela e caminha até as areias da praia tem um visual quase que poético. A energia emanada pela felicidade de ver e rever o mar da própria cidade e encontrar os amigos durante o verão é indescritível! (Sei que não falo apenas por mim!!)

Existem coisas típicas das praias cariocas, que podem até ser copiadas em outras cidades do Brasil mas sabemos que a raíz de tudo está aqui entre nós! (E temos muito orgulho disso!): Biscoito Globo com Matte Leão do garrafão de alumínio (impossível imaginar qualquer praia da Zona Sul sem essa combinação perfeita!); reclamar que a água do garrafão provavelmente não deva ser filtrada e em seguida elogiar, dizendo ser o melhor matte do mundo; café da manhã em lojas de sucos pelas esquinas ou postos das praias (onde mais conseguimos encontrar tanta concorrência de sucos como aqui no Rio? E todos são maravilhosos!); ter locais específicos onde ficar em cada praia e dizer aos amigos e conhecidos onde se pode ser encontrado como se um posto da praia ou um quiosque fossem endereços fixos; defender o local frequentado como se estivessem agredindo a nossa moral(!); fazer amizade com donos e funcionários de barracas e quiosques (no bom "carioquês", amizade "merrrmo"! Ou seja, não consumir em outros quiosques); conhecer alguém na "night" e marcar na praia, no dia seguinte; dizer que mora mais nas areias durante o verão do que na própria casa, mesmo que a pessoa more em frente à alguma praia; ver a cerveja esquentar enquanto o queijo de coalho no palito não fica pronto; ter dúvida se quer queijo de coalho com ou sem orégano; para os surfistas, pegar o carro cedinho e dirigir até a Prainha para (tentar!) conseguir um lugar no estacionamento; bater palmas para o pôr-do-sol no Arpoador (um eterno clássico!); olhar as mercadorias de todos os ambulantes e quase nunca comprar; achar a água do mar muito gelada e tomar banho nos chuveiros instalados por quiosques; marcar na casa de amigos para um pós-praia e sempre fazer novos amigos (de infância! Principalmente dependendo do teor alcoólico!); pagar R$ 1 para utilizar os banheiros dos postos; reclamar que a praia estava cheia mas voltar no dia seguinte para fazer tudo outra vez! Isso é Rio de Janeiro, minha gente!! :)

Foto: Déia Salame
Foto de uma das ruas da Zona Sul carioca e o sol se pondo no mar

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Namorando no Orkut?


A maior parte dos relacionamentos atuais são mantidos pela internet. De amizades, trabalhos, "rede de conhecidos", "amigos de amigos", rolos, namoros,... Enfim, conheço mais de uma pessoa que diz ter conhecido (e casado com) sua "alma gêmea" via internet. E eu apoio todo esse novo sistema! Tudo para não ficar sem alguns contatos que, fora do mundo virtual, perderíamos.
.
Com todas essas mudanças comportamentais, sofremos, involuntariamente ou não, algumas adaptações...
Noutro dia, estava almoçando com algumas amigas e, como é de costume, um pequeno grupo de mulheres juntas falam de... trabalho, moda, arte, 'make', sapatos, cinema, música, sapatos, teatro, sapatos, viagens, sapatos e... relacionamentos! Ah! A palavra mágica para que a convera vire uma tormenta aos ouvidos dos vizinhos das mesas ao lado! (Ou a distração do almoço deles! rs)
Nesse dia, caímos no assunto "namorando no orkut". Notei que é um assunto muito discutido em mesas de bar e rodinhas de conversa de mocinhas.
"Você tá namorando com fulano?" "Mas namorando de colocar no orkut??"
Click! Aí me liguei que existe um novo código de relacionamentos 'pós-orkutianos'!
Uma nova era dos relacionamentos amorosos! Agora, existe o "namorando" e o "estou namorando para que todos saibam (ou seja, "fique longe, não quero ter problemas!").
.
Comecei a fazer uma enquete entre os amigos para saber quem topa namorar sério sem colocar no orkut. Ouvi as mais diversas respostas possíveis... Minha conclusão: a maioria das mocinhas do século atual , mesmo que afirmem o contrário, gosta mesmo é de ficar in love no orkut e no não-virtual e afirmar que estão amando de verdade!
.
E existem até algumas "regras" básicas (subentendidas) da opção 'relacionamento':
Solteiro: "Livre, leve e solto". "Não está pegando ninguém" ou... "Está pegando geral!"
[em branco]: Muito utilizado em términos de relacionamentos, rolos, rolos (beeem) complicados, dúvida sobre assumir um relacionamento sério ou simplesmente alguém que não quer expor a vida amorosa (por qualquer motivo que vai lá saber...)
Namorando: Namorando e ponto!
Casado: Casado no papel, na igreja, com as escovas de dentes juntinhas, ou alguém que gostaria tanto de casar com aquela pessoa que sente-se casado.
Casamento Aberto: Casais liberais, homos e heterossexuais que não têm medo de se expor.
Relacionamento Aberto: Bem parecido com o de cima. Geralmente, morando em casas diferentes.
.
Se você está se perguntando porque esses sites têm a opção de colocar o seu relacionamento atual, saiba que pelo menos serve para alguém pseudo-filosofar e escrever baboseiras inúteis, como estou fazendo aqui! ;)
.
Aproveitando o tema... MODA IN RIO no Orkut

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Reveillon no Rio (ou fora dele?)

Foto: Déia Salame

Enquanto milhares de pessoas sonham em assistir à queima de fogos na clássica praia de Copacabana, a maioria dos cariocas que não gosta de lugares cheios e confusos, prefere pegar um carro, ônibus ou avião e "fugir" da Cidade Maravilhosa. Penso que a fuga em questão, representa um certo inconformismo do morador do Rio ao ver suas areias dominadas por uma gigantesca população de turistas brasileiros e gringos.
.
Vem se aproximando o final de mais um ano. Mais um ano intenso para todos. Mais um ano de dúvidas de... Onde passar o Reveillon?
Convites de viagens, festas, churrascos,... E ainda tem gente que espera até o último minuto para decidir e acaba ficando com... A clássica queima de fogos em Copa! E de quebra, com todas as reclamações de direito: "Po! Não consegui chegar nem perto do palco onde rolou o show do Lulu!" ou "Cara! Me perdi! Me perdi de geral! Me perdi dos meus amigos, da minha mãe, da minha sogra, do meu cachorro... Perdi até as Havaianas®!! Só não perdi as roupas!!"
.
Outra dúvida, principalmente das mulheres é "que cor de roupa usar?" Mas esse tema se expande para cor de calçados e lingerie. E tudo precisa ser meticulosamente escolhido, principalmente para as mais superticiosas! Vermelho = paixão, verde = esperança, rosa = amor, branco = paz, e por aí vai.
.
Na minha opinião, a melhor opção do dia 31 de dezembro pela manhã é ir à praia dar o último mergulho do ano e encontrar os amigos, seja onde for! Por que carioca que é carioca, é capaz de tomar óleo de urucum para estar bronzeado na grande noite da despedida do ano!
.
E, como todo ano, ainda não decidi onde passar meu Reveillon...
Queima de Fogos 2007/2008 - tipicamente carioca!

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Doações... E 'tacões'!

Recentemente fui à uma festa de aniversário em que a aniversariante pediu para que cada convidado levasse 1kg de alimento não-perecível para doação. Em princípio, fiquei me imaginando adentrando numa boate com uma sacolinha de supermercado na mão (!). Em seguida, me dei conta de como foi legal da parte dela ter perdido o mínimo tempo que fosse, para programar tal fato. Isso poderia, sim, virar moda!
Seria ótimo se cada um fizesse algo nesse sentido para ajudar ao próximo, não só nesta época do ano, que se aproxima do Natal, mas durante todo o ano.
Não dói tanto assim perder um tempinho (ou uma graninha) para fazer o bem à alguém.
..........
E o tempo no Rio... Continua o mesmo! Os cariocas, "acostumados a fazerem fotossíntese", estão sofrendo com a baixa temperatura, a falta do solzinho, das praianas de domingo, das caminhadas ensolaradas pela orla... É, o Rio está mesmo mudado...
..........
Noutro dia, precisei trocar o tacão de um sapato. Para quem não sabe, tacão é aquela pequena parte da sola do salto do sapato, conhecida vulgarmente por "saltinho".
Mulheres de todas as idades sabem que sapatos de salto e calçadas de pedras portuguesas não combinam muito bem. Voltando ao "saltinho"... Precisei trocar estas pecinhas de um par dos meus sapatos, estava no Centro do Rio e... Me dei conta de como o serviço de sapateiro anda escaço hoje em dia! Andei quadras e mais quadras atrás de algum que pudesse fazer a humilde troca.
Em nome dos tacões** e da belíssima e antiga profissão de sapateiro, segue abaixo alguns sites onde podemos encontrar o serviço:
Sapateiro Express (Centro)
Sapataria do Futuro (Diversos bairros)
Sapateiro Rápido (Diversos bairros)
Sapateiros na TeleListas.net (Diversos bairros)

Foto: Déia Salame
**Na Espanha, saltos são 'tacones' e em Portugal, são chamados de 'tacos'.
Aproveitando o jogo de palavras, indico um livro espanhol bem legal chamado Tacones Urbanos de Mariana Jara. O livro ainda não foi traduzido para o português. É uma leitura bem "mulherzinha" simples e gostosa, com cara de férias de verão!...
... E por falar em verão... Cadê o sol??

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Primavera carioca: Novamente às 'cinzas'...

Finalmente o sol resolveu dar o ar de sua graça às areias cariocas!
Embora nesta 2a feira tenha retornado ao tempo de sol fraquinho pela manhã e "chuvinha sem-vergonha" ao cair da tarde!
No último fim de semana, cariocas e turistas dirigiram-se às escaldantes calçadas de pedras portuguesas que demarcam o território praiano carioca. Bom, isso me foi informado pois, eu tive a "brilhante" idéia de pegar um engarrafamento torturante até Búzios(...)
*****
Alguém já deve ter notado que a nova modinha das praias do Rio é o biquini tomara-que-caia estruturado com bojo. O problema é: Todas as mulheres estão usando. Ficou tão banal que conseguimos encontrar em praticamente todos os camelôs que circulam pelas praias e, à preços bem módicos.
Em Búzios não foi diferente: Nove entre dez mulheres portavam a tal peça.
Uma dica legal para quem caiu na asneira de investir em vários tomaras-que-caia e agora não quer sair de casa com eles porque "todas estão usando", é customizar a peça!
A parte legal do tomara-que-caia é a ausência das marcas de alças nos ombros, o que fica muito mais sexy e "classudo" quando precisa-se usar vestidos em eventos mais formais, por exemplo.
*****
Scott Schuman do famoso blog 'The Sartorialist' disse, em alguma de suas entrevistas, quando esteve aqui no Brasil para o Claro Rio Summer, que os cariocas se vestem muito parecidos. Em verdade, existe um código urbano da moda universal. Cada lugar tem suas características de vestimentas. O Rio é uma cidade praiana que possui muitas particularidades no que diz respeito às roupas. Muitas tribos urbanas diferenciam-se entre si e misturam-se à paisagem. Mas quando o assunto é praia... - Praia é praia, ora bolas! É o nosso ambiente democrático, onde pessoas de todas as classes sócio-culturais 'transmutam-se' em biquinis, sungas, bermudões, maiôs e estampam a diária cena urbana carioca e... ponto final!
Em tempo, se a crítica de Scott Schuman for o biquini tomara-que-caia... Eu compreendo!
*****
Foto: Déia Salame2a Feira - 12h: Orla do Leblon cinzenta e praia vazia após um belíssimo fim de semana de sol intenso